O MUNDO QUE TODOS VEEM


“(…) O mundo que todos veem”, segundo Maturana e Varela, ” não é o mundo, mas um mundo, que criamos juntamente com outras pessoas.” Esse mundo humano tem por elemento central o nosso mundo interior de pensamentos abstratos, conceitos, crenças, imagens mentais, intenções e autoconsciência. Numa conversa entre dois seres humanos, nossos conceitos e idéias, nossas emoções e nossos movimentos corporais tornam-se intimamente ligados numa complexa coreografia de coordenação comportamental.”

Bom queridos, pelo que podemos refletir, ao ler este trecho – que tirei do livro ” As conexões ocultas” de Fritjov Capra Ed. Cultrix – é que nós criamos o nosso mundo.
Cada um, cada ser é um mundo, um universo. Um micro dentro do macro.

Dentro desta perspectiva, podemos sentir e entender que, se queremos um mundo justo, belo, limpo, alegre, feito de momento felizes, se queremos saúde, significados…devemos começar a criar este mundo, não é mesmo?!
Faça estas perguntas a si mesmo : “Estarei eu criando um mundo saudável, belo, limpo? ou, estarei eu criando um mundo de doenças, brigas, poluído? … Reflita.

1)Como estão sendo suas ações diárias com você, com seu corpo?Alimenta-se saudavelmente – da forma como venho descrevendo aqui no blog – acrescentando a sua dieta diária muitas frutas e vegetais ?Faz diariamente exercícios físicos, alongamentos etc? Permite-se estar em contato com a natureza?… Reflita.

2)Como estão seus pensamentos? Pensas em coisas positivas, diz coisas positivas ao longo de seu dia?… Reflita.

3)Como está sendo seu consumo… consciente? Você acha que consome conscientemente? Já possui sacos de pano ou sacolas – como as que tem vendidas por aí, biodegradáveis? Já diminuiu o consumo de coisas – objetos, roupas, utensílios – que no final das contas só enchem mais a sua casa e normalmente só te proporcionam um prazer imediato?… Reflita.

Mas…depois dessas rápidas e profundas reflexões, vamos ao que interessa. Vamos as soluções!!!

1) Como venho postando aqui no blog… uma alimentação baseada em alimentos crus tais como muitas frutas e poucos vegetais e bem pouca nozes e castanhas, acredito eu, seja a mais indicada e ideal para a fisiologia e anatomia do ser humano…além, de nos dias de hoje ser ECOLÓGICA.
Exercícios físicos como corrida, bicicleta, ioga, surf, caminhadas, trilhas, escaladas, esportes em geral, sempre são bem-vindos! Pelo menos 1 hora por dia.
E procure malhar com o peso de seu corpo…pois assim conseguirá músculos e força, resistência. Quando se malha pegando peso, você faz hipertrofia, só cria músculos e nem sempre força. 🙂
E o contato com a natureza? Aqui no Rio de Janeiro temos muitos lugares que podemos estar em contato direto com a natureza. Parques gratuitos como, por exemplo, Parque Lage; praias mais distantes como Grumari, Prainha que são menos poluídas e lindas! ; trilhas, cachoeiras…e tudo isso pertinho um do outro. Aproveite!!! Se não mora no Rio, procure esses tipos de lugares em sua cidade e fique o maior tempo possível em contato com nossa Mãe Natureza.

2) Pensamentos…ah esses pensamentos…ok, pensamos o tempo todo, mas vamos melhorar esses pensamentos? Que tal mentalizar todos os dias esta frase : ” Todos os dias sob todos os pontos de vista, eu vou indo cada vez melhor e melhor em todos os sentidos.” , ou ” Me perdoe. Eu te amo. Sou grata(o).” … aliás, mentalizar EU TE AMO e SOU GRATA(O) , são palavras quase que mágicas, e que realmente transformam nossos dias, nossas vidas! Comece… AGORA!

3) Vou dar três dicas…três sites maravilhosos (sendo que um é em inglês) :
– http://www.ecotece.org.br/index.php
– http://www.reciclar-fashion.blogspot.com/
– http://www.ecopolitan.com/

Aproveitem! E lembrem-se, como está escrito lá no texto acima : “(…) Numa conversa (ou nas suas ações diárias) entre dois seres humanos (ou entre vários seres humanos), nossos conceitos e idéias, nossas emoções e nossos movimentos corporais tornam-se intimamente ligados numa complexa coreografia de coordenação comportamental.” = quer dizer, tudo o que fazemos e pensamos serve de exemplo. Pensem nisso. Seja você o exemplo…a mudança que quer para o mundo.

Amo vocês!
Bj grande!
Malu

3 Comentários


  1. Só mais um PS 🙂
    Adoro as musicas aqui do seu blog, as vezes entro so para ouvir!!


  2. Eita, quase ia esquecendo! Postei uma resposta aos comentários de vcs la no blog e vou colar aqui pra vc ver!

    Gostaria de agradecer aos comentários carinhosos de vcs! Confesso que estava um pouco receosa de escrever sobre este assunto, mas o (curto) período da gravidez mexeu comigo no sentido de refletir sobre este tipo de coisa, principalmente esse lado de buscar o “científico”. Acredito que todo mundo deva ouvir o próprio corpo em primeiro lugar (e na gravidez tb!! Mas creio que senti um pouco de insegurança a respeito e quis me aprofundar mais. Tb acho interessante esse lado para quem est­á começando a dieta e ainda nao está tao em sintonia com o corpo. Enfim, tem coisa demais para dizer apenas para um comentário e estou pensando em escrever um post sobre isso depois (o científico e o conhecimento interior), para mais uma vez “cutucar” um pouquinho como disse a Ursula rsrsrsrs.

    Quanto ao desrespeito as escolhas dos outros, com certeza isso nao tem nada ver com o vegetarianismo ou qualquer tipo de dieta; em qualquer espaço ocorre esse tipo de coisa, sempre tem algumas pessoas que tentam se impor de uma forma “diferente” que as vezes agride, mesmo que no fundo nem seja por maldade. Concordo tb com o que disse a Maristella, sobre o vegetarianismo estar sendo “digerido pelo capitalismo” – mais uma vez, como em todos os espaços, o que começa a ganhar força em meio a populaçao acaba sendo absorvido e comercializado de certa forma. Cabe a nós distinguir o que é autêntico e o que é puramente comercial!

    Bom, mais uma vez agradeço a “presença virtual” de vcs no blog. Tb curto muito os blogs de vcs e adoro esta troca constante.

    Bjao a todas,
    Dea


  3. Malu, adorei a reflexao! E o Capra é demais mesmo!!

    Depois vou conferir os links!

    Bjao
    Dea

Comentários encerrados.