Enxergar, inquietar-se e Intervir …

“Henry David Thoureau escreveu, enquanto esteve preso por sonegação de impostos, o texto chamado “Desobediência Civil” (1849). Esta prática proposta por Thoureau convida à resistência pacífica diante das injustiças impostas pelo sistema dominante. A desobediência civil considera a não violência como a maior força a ser empregada na defesa dos direitos das pessoas.”

“(…)O movimento de desobediência civil encontra na não violência um instrumento histórico, que ataca a injustiça sem ferir o adversário. No movimento caracterizado pela não violência, participa quem quiser. Não há qualquer diferença entre as pessoas, não há exames nem julgamentos.

Gandhi, principal difusor do movimento de desobediência civil e absolutamente adepto da não violência (ahimsa), vai além, criando o conceito de satyagraha (adesão à verdade). Propôs a satyagraha como resposta à brutalidade do Estado, até conseguir a libertação do seu povo. Assim, portanto, a resistência não violenta impõe o permanente exercício da auto-renúncia, ou seja, a prática de abandonar voluntariamente o uso da força. Busca-se, sobretudo, a transformação do agressor, em vez de destruí-lo. E foi assim que Gandhi – enquanto líder político da Índia na sua então condição de colônia inglesa – libertou o seu país. E mais, consagrou a “não violência” e o “consumo responsável” como instrumentos poderosos de resistência e profusão de novas formas de fazer político e social.

Em uma relação mais estreita ainda da desobediência civil com o tema deste artigo chegamos ao Boicote. O termo boicote surgiu em 1880, quando um grupo de campesinos irlandeses ao ser vítima de inúmeras injustiças, decidiu parar de trabalhar para o senhor das terras, o capitão inglês Charles Cunninghan Boycott. Toda a comunidade local aderiu ao movimento após ouvir o discurso do reverendo O’Malley, vindo a interromper qualquer relação com a família Boycott. Três dias depois, o jornalista americano Redpath, adotou o verbo boicotear.

De lá para cá o termo boicote assumiu uma conotação dirigida a um movimento de consumidores que se negam a consumir determinado produto ou serviço para manifestar seu desacordo e reprovação para com a empresa produtora ou prestadora de serviço. Estas ações, geralmente são deflagradas em função de uma causa maior, quer uma denúncia sobre irregularidades no processo produtivo (como o clássico caso da empresa Nike que sofreu um dos maiores boicotes da história ao ser divulgado na imprensa sua prática de utilização de mão de obra infantil em países do sudeste asiático), quer por questões políticas, como o recente exemplo de boicote a produtos norte-americanos que patrocinaram a campanha de George W. Bush e, conseqüentemente, sua campanha de guerra e destruição.

Estes são apenas alguns aspectos da história que nos mostram a importância e mesmo a força dos movimentos de resistência e de contra-cultura. Hoje, sob os braços da economia solidária e do comércio justo, os pequenos e grandes atos de desobediência civil estão se fortalecendo cada vez mais, atingindo cada vez mais e mais grupos, e, quiçá, construindo uma base sólida na qual poderão se constituir como a alternativa concreta (e pacífica) a toda esta ordem econômica e política absolutamente insustentável.”

Como podemos ver neste trecho que tirei de um site maravilhoso de consumo consciente: http://www.institutokairos.net/instituto_kairos/web/Principal/principal_1.htm … o famoso Boicote é descrito aqui como sendo um ato de não-violência altamente inteligente. E o principal, fazendo com que a empresa que sofre o boicote repense sobre seu produto e procure mudá-lo, melhorá-lo (seja na forma de produção, descarte, reciclagem etc) ou até mesmo extinguí-lo do mercado, adotando uma REAL nova consciência de nossas REAIS necessidades humanas atuais.

E sabe onde tudo isso começa??? Com VOCÊ. Com a sua atitude e escolha diárias. Com a sua nova consciência. Com o seu resgate…das suas reais necessidades como ser humano. Não se deixe enganar…a beleza da vida é a SIMPLICIDADE.
Pense bem…olhe ao seu redor neste exato momento…você realmente precisa de TUDO ISSO? … Sócrates já dizia: ” Estou só observando tudo de que não preciso para ser feliz.” … grande Sócrates!

E é isso mesmo, meus queridos visitantes… observem bem tudo isso que existe. Nós que criamos tudo isso…e só nós podemos mudar essa situação. Pense, repense e… AÇÃO! Faça acontecer.

Quer uma ajuda para começar? Mude seus hábitos alimentares em primeiro lugar. Vegetarianismo? Sim. Veganismo? Melhor ainda. Se alimentar somente de frutas cruas, alguns vegetai crus, e poucas sementes e castanhas cruas e orgânicas é a receita ideal para uma vida realmente simples, saudável e ecológica… é só você ver todo dia o lixo que irá gerar : somente cascas e sementes… 🙂

E depois, qual é o segundo passo? Consumo de coisas! PARE! Procure insituições, lojas, ONGs e pessoas que trabalhem com reutilização, restauração, reciclagem e doações…
Quer uma dica? Tenho duas : www.recilar-fashion.blogspot.com e www.ecotece.org.br … são sites meravilhosos! Aproveitem!

E por aí vaí…são muitos os movimentos de atitudes mais ecológicas, mais saudáveis, mais verdadeiras, mais ideais, mais humanas.
Viemos nesse mundo para desfrutar da maravilha que é viver e aprender a cada dia com a NATUREZA, nossa Mãe. Mas, pra isso, é preciso estar em contato com ela…mas ela precisa estar limpa, bela, próxima da gente. É preciso aprender com os os seres vivos como é que se vive em comunidade, em parcerias, em harmonização e com AMOR.

Revolucione! Primeiro, com o seu mundo interior. Pode ter certeza que a consequência exterior será algo inesperado! A vida sentida de uma forma sutil, leve, encantadora, de uma felicidade plena e constante por saber e estar sendo presenteado com um mundo no qual você – pessoa incrível – faz parte e veio aqui pra aprender cada vez mais como ser um melhor Ser…um melhor Ser Humano.

Até mais, queridos! Amo vocês!

Malu

2 Comentários


  1. Muito bem!!!
    Alimentando o pessoal não só em relação a comida mas como tb de cultura e sabedoria.
    Isso é a “alimentação inteligente”!!!
    Parabéns!!!


  2. Oi Malu!!!
    Ficou lindo o novo layout do blog!!!
    Obrigada por colocar um link do meu aqui me senti honrada, minha gratidão irmã!!!
    Menina este post está show!!! Um dia desses acordei fui fazer meu suco verde matinal, habitual e qdo abri o lixo tinha uma joaninha eu pensei exatamente isso, como o meu lixo mudou…
    tenho sentindo esta transformação em mim vontade de consumir menos e coisas mais alternativas.
    este link q vc colocou embaixo das mensagens q tem lá no meu tb, como vc conseguiu mudar o texto de ingles pra portuga? eu tentei e não consegui, deve ser falta de atençao sempre estou lá na frente sabe? e perco etapas rsrsrs
    grande beijo, vou colocar um link seu por aqui tb.
    PS: escreva mais… adoro te ler

Comentários encerrados.